terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

O efeito da música country no suicídio

Os cientistas Steven Stack e Jim Gundlach estão contribuindo para ciência com o levantamento de informação a cerca do efeito da música country na taxa de suicídio. Para obter esse tipo de informação os cientista avaliaram 49 áreas metropolitanas onde está presente a música country, o infeliz desta pesquisa é não considerar determinadas contingências que contribuem para a ocorrência do suicídio como pobreza dentre outros fatores.

Terapia da fala positiva

Em 2001, a Universidade de Iowa publicou um estudo se desculpando pelos experimentos realizados por Wendell Johnson e sua estudante de graduação Mary Tudor. O experimento consistia em provar os efeitos da teoria da fala positiva. Nesse experimento Wendell utilizou 22 crianças órfãs para testar a força da fala positiva no comportamento das crianças. Separando as crianças em grupo experimental e controle, Mary elogiou um grupo e depreciou o outro quanto à maneira de falar, dizendo que essas eram crianças gagas. O resultado do experimento é curiosamente alarmante, pois as crianças que receberam o tratamento negativo no experimento sofreram de efeitos psicológicos negativos sendo que algumas delas apresentaram problemas de fala durante toda a vida.

Cloaca nº 5

O belga Win Delvoye, que se considera artista, construiu uma máquina que reproduz o complicado funcionamento do sistema digestivo humano. Ela tem como única função a de fazer cocô. Isso mesmo!
Na estranha máquina é posto vários restos de alimentos e ao final ela produz um cocô embalado a vácuo que até pode ser emoldurado! A minha única questão é em que fase psicossexual retratada por Freud Win encontra-se, possivelmente a anal imagino.

2 comentários:

Benito Soto-Blanco disse...

Sobre a música country x suicidio, imagino que possa haver alguma relação, pois algo assim quase foi responsável por genocídio. Tenho como vizinho um clube no qual ficavam tocando músicas altas que eles chamam de forró - por exemplo, uma tem como refrão e quase letra exclusiva "A minha 'piririta'". O genocídio acabou não ocorrendo pois toda vez que isso ocorria, eu ai para sorveteria - nesse caso, a música foi responsável por incremento de minha circunferência abdominal.

Ciência bizarra disse...

Benito,

Como vai! que saudades! Tudo bom contigo, sem contar a convicencia com seu vizinho. Eu estou bem, tenho saudades de ti, outro dia mesmo estava pensando em voce. Estou arrumando meu quarto, vendo papel que fica e papel que vai pro lixo. Estou me mudando pra Toronto, vamos ver se vai dar certo.
Adorei seu comentário, muito engraçado....rs
Beijos e de vez enquando apareça pór aqui.
Drica